quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Se mostre e eu descubro se eu gosto...

Do seu verdadeiro jeito de ser ♪♫

Sempre me perguntei, nos últimos dias especialmente, até onde vale a pena mascarar-se para esconder seu verdadeiro eu, tentar se defender do mundo e agradar as pessoas...
As pessoas costumam sempre prezar pela sinceridade, pela autenticidade, mas será que elas estão realmente preparadas para a verdade dela e do mundo em que ela vive?
A frase clichê 'eu prefiro que vc seja sincero, melhor do que ser falso' parece hipócrita quando analiza-se o contexto das situações. Porque, pra MAIORIA das pessoas, ouvir uma verdade que nos machuca é algo tão abominável, ou até mais, do que saber que o 'dono dessa verdade' guarda isso pra si ou fala pelas costas. Todos preferem frases vazias e sem verdade ao invés de algo que possa vir a machucar seu ego.

Agora essa tal sinceridade é uma faca de dois gumes: eu prefiro a verdade quando ela é solicitada !
Tem coisa pior do que comentários deslocados que acabam com a gente, daqueles que a vontade é de falar: 'te perguntei?'. Saber dosar aquilo que achamos para os momentos que essas verdades são necessários é ainda mais difícil do que ser falso ou totalmente sincero.

Mas o que mais me encuca é a questão da discriminação, da repressão, da criação de esteriótipos que excluem os diferentes. Esses diferentes passam sempre por grandes dificuldades, escolhendo entre recolher-se na sua timidez, mascarar-se de um personagem que não lhes é proprio ou assumir-se, doa a quem doer.... E a grande questão é: nós, dentro da nossa ilusão de tipos perfeitos, estamos preparados e livres de preconceitos para aceitar com carinho aqueles que nem sempre são nosso modelo de perfeição?

Na minha opinião, não! Mas fica ao encargo de cada um de nós pensar até onde podemos deixar nossa vaidade, ideologia e pensamentos intereferirem no que realmente somos e gostamos.

Meio sem pé nem cabeça esse post, mas eu acho que é isso...

3 comentários:

Relativizando Absurdos disse...

Eita... muita coisa... na parte da verdade é aquela velha coisa, nem toda verdade é pra ser dita, né?! Por mais q a gente queira... não podemos sair magoando os outros sem necessidade.

Quanto aceitar os outros como são.. estou total de acordo,e acho que todos deveriam ser. Aceitar o outro, não q dizer.. concordar com o outro, mas respeitar o modo de cada um ser.

Beijinhos

Por Sami

(sucesso com o blog benhê ;D)

Nessa disse...

É um site de relacionamento como outro qq...o que está fazendo a fama dele hoje em dia é o Farmville, vulgo fazendinha...rsrs

Mas não tem nada de mto diferente, pelo menos na minha opinião.

Eu tb tenho o myspace, que acho que, no ponto de vista da diferença, é mais interessante, por causa do foco na música...enfim...rsrs

Bjosss!

Fellipe! disse...

Massa o post!

prefiro nem comentar a fundo esse post né..
Nós dois sabemos os motivos, nu é?
Mas rendeu bons frutos né? O post tá excelente!

bjo